9 de jun de 2010

Problemas de matemática

Com os "famosos" problemas de matemática os alunos têm um "problema" a mais: além da dificuldade de resolver o problema matemático, eles precisam entender o enunciado. Quando mais "familiar" for o enunciado, mais fácil entender.

A proposta é que ao preparar os problemas, coloque nomes de pessoas que eles conheçam: a servente da escola, a professora de geografia, a diretora da escola. Tente criar situações engraçadas ou use situações reais para fazer seu enunciado.

Dei aulas para uma turma de adultos na segunda série do primeiro grau, e ao preparar os enunciados eu sempre usava o que ouvia "por acaso" nas conversas durante os intervalos ou mesmo enquanto faziam algum trabalho em grupo e eu ficava passeando entre as carteiras.

Eu sabia que uma das alunas tinha uma mãe muito brava e sempre a colocava de castigo. Um dos problemas era mais ou menos assim:

Dona Adélia (mãe da aluna) deixou Alice (aluna) de castigo porque a encontrou assitindo TV na hora de fazer a tarefa de matemática. Ela a colocou de castigo por 30 dias sem TV e sem sair de casa à noite. Alice ficou desesperada. Ficou de castigo por 18 dias mas depois não suportou mais e pediu ao pai que fizesse alguma coisa. O pai dela conversou com a esposa que concordou em liberá-la, mas teria que ficar ainda mais 3 dias.

Quantos dias ela ficou de castigo?
Quantos dias foram perdoados do castigo?
Se Dona Adélia pegasse Alice vendo TV na hora da tarefa de matemática e desse mais 30 dias de castigo, anulando o perdão, quantos dias mais ela ficaria de castigo?

Pedi à um aluno que lesse o enunciado e foram só gargalhadas. A aluna sentiu-se muito valorizada e todos conseguiram entender o enunciado e fazer as contas direitinho.

assinatura
Gostou do blog? Recomende e volte sempre! Contato

2 comentários:

  1. Amei seu blog.

    Sou professora de Física e Matemática e algumas dinâmicas dá para adaptar bem às minhas disciplinas.

    ResponderExcluir
  2. Olá Zailda com meus alunos do 3º ano procuro construir situações problemas a partir das vivências deles. Para tal, utilizo a mesma estratégia que você, desta forma as situações emergem das conversas realizadas em sala de aula, na merenda, na recreação, na aula de Educação Física entre outras.
    Para o aprendiz fica mais fácil partir de situações vividas para problematizar seu próprio cotidiano. Assim, estimulamos a criatividade, curiosidade e novas possibilidades de pensar e agir na vida. Ciberabraços,

    ResponderExcluir

Antes de comentar, por favor, leia a "Política de Publicação de Comentários" do blog para assegurar-se de que seu comentário será publicado.
Obrigada!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...