25 de ago de 2011

Jogo de pares

jogo de pares coelho

Um bom jogo para aperfeiçoar a pronúncia e oralidade - de fácil execução e que exige pouco material - é o jogo de pares. É simples, seja usado para aperfeiçoar inglês ou espanhol.

Preparação

  • Faça uma lista de palavras que podem apresentar mais dificuldades ou que seus alunos confundam sempre. As palavras devem ter sons parecidos.
  • Grave uma de cada palavra em sequência.
  • Faça cartões com os pares, cada palavra separadamente.
  • Numere e corte os cartões.

Execução

  • Os alunos devem fazer uma fila em frente à mesa onde serão colocadas as cartas, coloque os pares em ordem, voltados para baixo.
  • Na vez de cada aluno, toque a palavra uma vez e vire os pares, o aluno deve escolher a palavra que foi dita.
  • Após o aluno fazer a escolha da palavra que acha que ouviu, toque novamente para que ele veja se acertou ou errou. Se houver dúvidas, toque novamente.
  • Se acertar, fica com o cartão até o final do jogo.
  • Se errar volta para o final da fila e o par é eliminado.
  • Quem tiver mais cartões ao final do jogo é o vencedor.

Sugestões

O jogo pode ser feito com dois grupos, cada grupo concorrendo contra o outro e escolhendo as palavras alternadamente, o grupo que tiver mais cartas no final do jogo é o ganhador.

Como sempre, dê um pequeno “prêmio” aos elementos do grupo ganhador e um prêmio de consolo (pode ser uma bala) aos elementos do grupo perdedor, por sua participação.

Use pares de palavras que eles conheçam e com as quais tenham dificuldades.

Escolha palavras que estejam de acordo com o nível de aprendizado dos alunos.

Não use palavras com o mesmo som, use apenas sons parecidos e que confundem costumeiramente.

Se quiser reforçar vocabulário, coloque figuras nos cartões.

Para turmas avançadas, não coloque a palavra escrita, coloque apenas as figuras nos cartões.

Caso não se sinta confortável para preparar o áudio, procure na internet um site de onde possa baixar as palavras em mp3. Uma boa sugestão  é o site Forvo, para baixar será necessário se cadastrar primeiro, utilize a caixa de busca para encontrar as palavras que precisa.

Rodapé blog (bege)

14 de ago de 2011

Alunos viciados em tradução

histor74_1Mais do que traduzir, o importante ao aprender um idioma é entender quando usar palavras e frases com o claro objetivo da comunicação. Para saber como e quando usar o que aprendemos precisamos entender a cultura do povo que fala esse idioma e praticar bastante para tornar suas estruturas básicas automáticas.

Os alunos que traduzem mentalmente cada palavra ou que sentem necessidade de “saber como se escreve” ficam travados e têm dificuldades extremas para adquirir a fluência desejável.

Entre as crianças menores a ocorrência desse problema é pouco comum, mas à medida em que a faixa etária dos alunos iniciantes se eleva o problema torna-se mais frequente.

Como driblar esse problema?

Fazer preleções a respeito do assunto, mostrar gráficos e resultados de pesquisas podem “convencer” mas de uns anos para cá adotei uma prática que dá bons resultados. No primeiro dia de aula conto a história do Ali Babá e os 40 ladrões.

Abaixo seguem os passos que costumo seguir, caso você também queira adotar essa dica.

Introdução

Pergunto aos alunos se conhecem a história do Ali Babá. Alguns talvez a conheçam, então permito que contem o que sabem. A seguir, conto um resumo, que é mais ou menos como está a seguir, mas você pode preparar sua versão.

Ali Babá e os 40 ladrões

Ali Babá estava na floresta quando ouviu um barulho de camelos se aproximando e escondeu-se com seu camelo atrás de uma grande pedra.

Alguns minutos depois chegaram em seus camelos 40 ladrões, que eram parte de uma quadrilha perigosa que assaltava os viajantes do lugar.

Um deles - que vinha à frente e parecia ser o chefe - desceu de seu camelo e parando à frente de uma grande pedra gritou:

- Abre-te Sésamo!

Imediatamente a enorme pedra se afastou e Ali Babá viu uma grande caverna, cheia de ouro e pedras preciosas, fruto dos roubos do bando. Os 40 ladrões entraram na caverna e a pedra voltou ao seu lugar.

Ali Babá esperou em seu esconderijo até que ouviu, do lado de dentro da caverna a voz do chefe dos bandidos:

- Abre-te Sésamo!

A pedra afastou-se novamente e os bandidos foram embora.

Ali Babá esperou alguns momentos até que se afastassem, postou-se à frente da enorme pedra e gritou:

- Abre-te Sésamo!

A pedra se afastou e ele entrou na caverna com seu camelo, encheu seus alforjes de ouro e pedras preciosas. Quando se deu por satisfeito disse novamente as palavras mágicas, a pedra afastou-se da entrada e ele foi para sua casa, levando uma grande fortuna.

Conclusão

Após contar a história, pergunto aos alunos:

- Será que Ali Babá saiu correndo atrás do chefe do bando e perguntou: “por favor, como se escreve ‘sésamo’”?

- Ele se preocupou em saber se “sésamo” era um adjetivo, verbo ou substantivo?

- Será que ele tentou descobrir a tradução da palavra?

- Ou será que para ele só importava saber que repetindo as palavras que ouviu conseguiria o que queria: abrir a porta da caverna?

- Será que ele tratou de memorizar a palavra, o tom de voz em que foi dita, a entonação do chefe do bando, para poder usá-la quando precisasse?

Depois de respondem essas perguntas explico que da mesma forma quando aprendemos um idioma, em princípio aprendemos “palavras mágicas” como abracadabra, sésamo e tantas outras. Essas palavras, mesmo que não façam sentido a princípio, devem ser memorizadas e devemos entender quando usá-las e com que objetivos (pedir informações? cumprimentar alguém? pedir desculpas? pedir licença?) e que depois de nos acostumarmos a usá-las é que podemos nos dedicar a encontrar o correspondente em nossa língua, as explicações à luz da gramática, etc.

Geralmente os alunos (principalmente os adultos) entendem e a partir daí, quando começam a “traduzir mentalmente” eu digo: “abre-te sésamo!” e eles começam a se libertam de conceitos que só irão afastá-los de seu objetivo de tornarem-se fluentes no idioma.

rodapé blog (cinza)

13 de ago de 2011

Cadastre-se para receber as novidades

barra lateral

A Loja Virtual está aberta aos professores que desejam usar material diferenciado para usar em suas aulas de inglês, português (para brasileiros e estrangeiros) e espanhol. As apostilas já vinham sendo postadas no site Conectando… mas decidi pela loja por ser mais prático e seguro: está hospedada no UOL, que é uma empresa idônea e que respeita a privacidade e segurança de seus usuários.

Há lotes de apostilas com gramática, interpretação de textos, fonética, vocabulário e jogos. Em breve também clipart by JãoZão (que darão um toque especial aos seus trabalhos), que poderão também ser inseridos nos modelos de apostilas prontos que publico aqui e você pode baixar e usar à vontade, apenas inserindo o conteúdo que quiser. Os modelos estão no formato dot (modelo do Word 97/2003) e você encontrará tutoriais para editá-los no próprio blog de onde os baixou.

Para cadastrar-se no site e receber o informativo basta clicar no link abaixo e preencher o formulário:

Cadastro Loja Virtual SOS Idiomas

Após enviar seu cadastro você receberá o informativo com as apostilas, clipart e outros produtos postados, bem como os sorteios e promoções do mês.

Caso queira cancelar seu cadastro, você poderá fazê-lo a qualquer momento, bastando para isso clicar no link fornecido no próprio informativo.

Verifique na barra lateral deste blog outras formas de seguir que se adequem a você ou siga o blog no Twitter ou Facebook.

rodapé blog (cinza)

Website

Loja Virtual

Twitter

Facebook

9 de ago de 2011

Apostilas online (incluindo jogos)

sos idiomas 5

Comecei a disponibilizar meus trabalhos no site Conectando… em maio, mas a coisa foi crescendo como uma bola de neve e optei por postar todos eles numa Loja Virtual, onde é possível visualizar todos os trabalhos com facilidade.

Entre as apostilas postadas há 4 lotes com jogos para usar em suas aulas de inglês, todos testados e aprovados pelos meus alunos e também dos alunos dos colegas.

Tanto a loja quanto o site escolhido para efetuar os pagamentos são do UOL, que respeita e preserva sua segurança e privacidade.

As buscas ficaram simplificadas, para ter uma visão melhor baixe o tutorial em pdf aqui. Todas as semanas serão postados novos lotes, para ficar em dia com as novidades assine o RSS da loja ou o informativo do blog. Encontre outras opções para seguir na barra lateral.

rodapé blog (cinza)

4 de ago de 2011

Dinâmica com barbante

Gato-NoveloEssa dinâmica foi ensinada pela professora Helenice e eu a achei genial, por isso vou compartilhá-la aqui. Ela é ótima para o primeiro dia de aula, promove interação dos alunos, nos dá informações preciosas sobre os alunos (que usaremos na preparação de aulas, inserindo a matéria em sua realidade) e pode ser uma ferramenta interessante para promover certos comportamentos.

Material

1 novelo grande de barbante

Execução

Coloque na lousa algumas sugestões de perguntas pessoais, tais como:

  • idade
  • o que faz além da escola
  • o que quer fazer no futuro
  • passatempo predileto
  • esporte favorito

E tudo o mais que você deseja saber ou ache importante na primeira aula.

Entregue o novelo de barbante a um aluno, diga que terá que segurar a ponta do barbante e jogar o novelo para o aluno para quem vai fazer perguntas.

O aluno segura na ponta do novelo (que mantém o tempo todo em sua mão) e joga para o segundo aluno, faz as perguntas sugeridas e então o aluno que respondeu segura na parte do barbante e joga o novelo para o próximo aluno, que deverá fazer o mesmo.

Ao final, haverá uma enorme “teia”, os alunos riem muito, se divertem e por vezes têm que ajudar para que o novelo chegue ao aluno que responderá as perguntas.

Sugestões e objetivos

Em aulas de idiomas as perguntas podem ser no idioma ensinado e servirão como uma revisão.

Após o jogo, já com a teia montada, pergunte aos alunos:

  • Seria fácil fazer essa teia sem a ajuda dos outros?
  • Foi necessária a ajuda de todos para que se formasse?
  • A colaboração é necessária para se construir alguma coisa?
  • Saber mais sobre os outros também promove uma “ligação” entre as pessoas?
  • Até que ponto nos preocupamos com o outro que está na outra ponta do barbante?
  • O que podemos dizer para essa pessoa?
  • Que ligações eu tenho com essa pessoa além do barbante?
  • O que temos em comum?

Também pode-se perguntar (para alunos mais maduros) o que acharam da brincadeira e o que ela lhes sugere.

Leia também:

Brincadeira das bexigas

Dinâmica para interpretação de textos

Dinâmica para o primeiro dia de aula

Material didático:

Apostilas de espanhol

Apostilas de português

Apostilas de inglês

aa_zailda

3 de ago de 2011

5 dicas para ensinar divertindo

professorNão é porque somos professores que temos que ser “chatos”. Não precisamos ficar dando matéria atrás de matéria, falando sem parar e dando aulas cansativas que os alunos nem escutam.

Quando estamos no papel de professor não podemos esquecer de nosso papel anterior: todos nós já fomos alunos. E podemos tirar partido dessa experiência se não nos esquecermos dela.

Seguem algumas dicas que (mesmo que pareçam simples) podem fazer diferença:

  1. Como era seu professor favorito? Como eram suas aulas? O que ele fazia em sala que agradava os alunos? vamos nos espelhar nos professores que ainda estão em nossa memória – prova irrefutável de que eram excelentes – e usar o que aprendemos com eles, não apenas como alunos mas também em nossa carreira.
  2. Não vamos esquecer que já fomos alunos. Quando prepara sua aula, não a veja como “professor”. Tente colocar-se no lugar do aluno que vai ouvir aquilo tudo. Tem muito “discurso” e pouca ação? Não sobra espaço para o aluno participar também? É uma “aula-presente”, dada de bandeja ou tem também algum conteúdo para ser explorado e descoberto por eles? Essa aula vai manter o interesse deles durante todo o tempo?
  3. Use o que sabe de seus alunos, inserindo a matéria no universo deles. Se vou falar de mitologia grega, por que não inserir no contexto de um filme ou mesmo videogame? Eu vi um outro dia que me fez recordar boa parte do que aprendi nas aulas lá nos idos de mil novecentos e bolinha. O game é “The God of War” e tem tudo a ver com mitologia. Por que não pesquisar? Por que dar sempre a mesma aula deixando de lado a individualidade do aluno? Por que não usar futebol (vídeos, jogadas, notícias sobre o assunto) para praticar física? Por que não usar seriados para aprender química?
  4. Prepare sempre uma brincadeira para iniciar ou encerrar uma aula. Não deixe que seja tudo “aula” dissertativa onde o aluno permanece apático e com a cabeça sabe-se lá onde. Prepare um jogo, uma adivinhação, uma música. Ao mesmo tempo em que se divertem poderão aprender e praticar.
  5. Surpreenda seus alunos. Mude a posição das carteiras, eleja um “professor por um dia” e nesse dia ele fará as perguntas. Peça a um aluno para “desenhar” ou anotar o que é dito na lousa. Escolha um “ouvidor”, à medida em que você explica ele ouve. Pare depois de alguns minutos, diga que esqueceu e peça a ele para lembrar-lhe o que você disse até ali. Pode ser com ajuda dos outros alunos. Ao começar a aula, pergunte o que os alunos lembram da aula anterior.

Nunca devemos esquecer de nossa experiência de alunos, porque ela é o que temos como vantagem. Nós podemos tirar partido do fato de que todos nós já fomos alunos, mas o aluno nunca foi professor.

Leia também:

Verdade ou mentira? – dinâmica para o início das aulas

Quem sou eu? – dinâmica para o primeiro dia de aula

Dinâmica de grupo para quebrar o gelo

Material didático:

Apostilas de português

Apostilas de espanhol

Apostilas de inglês

aa_zailda

2 de ago de 2011

Jogos para a aula de espanhol - Dentro / Fuera

Como-jogar-o-jogo-da-velhaEsse jogo já foi explicado para a prática / revisão de tópicos em inglês, seguem sugestões para preparar o jogo na aula de espanhol. Veja a versão para inglês aqui, as explicações são as mesmas.

Sugestões de tópicos

Transporte: tren, avión, coche, metro, bici, moto, taxi, camión, furgoneta.

Vestuario: vestido, pantalón, mono, blusa, camiseta, traje, calzoncillos, bragas, sostén, medias.

Partes del cuerpo: brazos, piernas, pies, manos, ojos, orejas, labios, hombros, espalda.

Partes de la casa: baño, cuarto, cocina, sala, garage, jardín, patio.

Material escolar: goma, lapiz, bolígrafo, regla, cuaderno, libro.

Lugares en la ciudad: carnicería, panadería, farmacia, escuela, hospital, correo, delegación de policía, ayuntamiento.

Jogo

Escolha um aluno e dê a ele um prêmio de participação. Ele será o tutor e mostre a ele um dos cartões com o nome dos tópicos.

O professor desenha um círculo na lousa e o tutor vai para a frente da sala.

Os cartões com as palavras (que podem ser acompanhadas de figuras) são colocados virados para baixo em uma mesa ou cadeira. Os outros alunos são os jogadores e cada um deve escolher um e em sua vez, ler em voz alta.

Se a palavra pertence ao tópico dado ao tutor, ele deverá dizer “dentro” e escrever a palavra dentro do círculo; se não pertence o tutor diz “fuera” e escreve a palavra fora do círculo.

Se o tutor errar, o professor diz “Tú estás fuera” e escolher outro tutor.

Após algumas palavras o professor pergunta se sabem qual é o tópico. Quem souber levanta a mão. Se estiver correto, o aluno ganha um prêmio (bis ou bala) e será o próximo tutor; se estiver errado, o tutor dia “Tú estás fuera” e o jogo continua.

Quando o jogo recomeça os cartões com as palavras devem ser recolocados no jogo, mas os cartões com os tópicos são usados apenas uma vez.

Veja também:

Teoria do Evolucionismo

Jogo da memória diferente

Material didático

Apostilas de inglês

Apostilas de espanhol

Apostilas de português 

aa_zailda

Jogo do in / out

Circulo_5788Esse jogo serve para fazer revisão de vários tópicos de vocabulário em inglês ao mesmo tempo. Também reforça o uso das preposições “in” e “out”.

Preparação

Prepare vários cartões com palavras de vocabulário em inglês, nesses cartões você pode colocar palavra + imagem, se os alunos são de nível básico ou se é vocabulário recentemente ensinado. Faça também cartões com o nome dos tópicos. Veja as sugestões abaixo:

Body: arm, foot, leg, head, back, hand, eye, mouth, shoulder.

House: living room, garage, garden, kitchen, bathroom, bedroom, attic, basement.

Food: rice, beans, pasta, soup, mashed potatoes, roast beef, steak, fried chicken.

Vegetables: lettuce, zucchini, carrot, beet, peas, broccoli, cabbage, radish, spinach.

Fruit: orange, banana, apple, pear, papaya, melon, strawberry, passion fruit, cherry.

Clothing: dress, shirt, skirt, suit, pants, socks, gloves, T-shirt, pajamas, overalls, bra.

School objects: eraser, backpack, notebook, book, pen, pencil, ruler.

School subjects: math, geography, science, English, chemistry, biology, history.

Places in the city: supermarket, post office, drugstore, store, shoestore, bakery, buchery, airport, school, church, hospital.

Transportation: cab, train, bus, car, bicycle, motorcycle, plane, subway.

Você pode incluir estes ou qualquer outro tópico que tenha ensinado a eles.

Faça um cartão com cada uma das palavras (pode conter apenas a palavra escrita ou palavra + imagem) e também um cartão maior com o nome de cada tópico.

Coloque os cartões sobre uma mesa ou carteira para que os jogadores possam escolher.

Desenhe um círculo grande na lousa e escolha um aluno para ser o “tutor”. Eu daria um prêmio de participação e incentivo a esse aluno (um bis ou bala).

O tutor vai para a frente da classe, os jogadores ficam ao redor da mesa ou carteira onde estão os cartões com as palavras, voltada para baixo para que não possam vê-las.

Início do jogo

Explique aos alunos que há diversos tópicos: rooms of a house, parts of the body, clothing, trasnportation, etc. Inclua alguns que não estão no jogo para complicar.

Escolha um dos tópicos (palavras com o nome do tópico) e mostre ao tutor; os outros alunos não podem ver.

Cada jogador deverá tirar um cartão em sua vez e ler a palavra em voz alta e se essa palavra fizer parte do “set” em questão o tutor dira “in” (se forem turmas mais avançadas o tutor além disso escreve a palavra dentro do círculo); cada palavra lida que não faz parte do set, o tutor dirá “out” (se forem turmas avançadas também escreverá a palavra fora do círculo).

Após algumas palavras saírem o professor perguntará à classe quem sabe o tópico e os alunos levantam as mãos. O primeiro que se manifestar dirá o tópico. Se estiver correto, o aluno ganha um prêmio (bis ou bala) e será o próximo tutor. Se estiver errado o tutor deverá dizer: “You’re out" e continua o jogo até que alguém acerte.

Se o tutor se enganar e colocar uma palavra no local errado, o professor deve dizer: “You’re out” e escolher outro tutor.

Rodadas

Cada vez que o jogo reinicia (porque alguém acertou ou porque o tutor errou) colocam-se de volta as cartas correspondentes às palavras, mas as cartas com o nome dos tópicos são usadas apenas uma vez.

É importante que os jogadores não saibam quais / quantos tópicos estão sendo trabalhados para que não adivinhem por eliminação.

Veja também:

Dinâmica “quebra-gelo” para o início das aulas

Multiplique e conte – jogo da memória (tabuada do 2)

Atividade preliminar – spelling

Material didático:

Apostilas de inglês

Apostilas de espanhol

Apostilas de português

aa_zailda

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...